segunda-feira, novembro 03, 2014

Histórias que por cá se contam-VII: Lenda da aparição de Nª Sra. dos Milagres

"Conta-se que em Adside, freguesia de Campia, concelho de Vouzela, apareceu Nossa Senhora debaixo dum cabeço enorme. Fala-se que essa mesma imagem já tinha aparecido noutra povoação perto, mas como não lhe fizeram nenhuma capela ela veio aparecer em Adside. Quem a viu pela primeira vez foi um cego por isso ninguém acreditou. Então ele pediu que o conduzissem até ao local onde ele dizia ter visto Nossa Senhora. Alguns mais crentes conduziram-no, subiram o monte, atravessaram penedos até que a certa altura ele disse que era ali. Não valia a pena caminhar mais. Tinha sido ali que a vira.
 Estavam perplexos, o rochedo era enorme e estava assente numa das suas partes mais estreitas, estavam admirados como é que não caía. De repente o cego começou a falar, e a caminhar sozinho, começou a ver tudo e todos e dizia continuadamente que tinha sido debaixo daquele rochedo que vira Nossa Senhora que vestia um manto branco. Como todos começaram a fazer troça só porque não viam nada, o homem resolveu ir embora. E foi visto que já conseguia ver foi sozinho.
 Quando chegou à sua povoação a ver, as pessoas começaram todas a dizer que tinha sido um milagre pois ele que não via um palmo à frente do nariz e agora conseguia ver coisas que ninguém via.
 Nessa mesma noite esse homem faleceu. A partir desse dia as pessoas que acreditavam, a sua vida continuou a correr normalmente enquanto que às pessoas que não acreditavam começaram a acontecer-lhes desgraças e os seus animais começaram a morrer. Assim as pessoas que acreditaram começaram a pensar em fazer uma capela. Mas eles começaram a fazer a capela num sítio e no dia a seguir aparecia tudo estragado e uns metros mais abaixo apareciam 4 pedras como que a indicar que era ali que a capela deveria ser feita. Andaram assim durante 15 dias, no final um senhor disse que assim não poderia continuar e apesar dos incómodos e trabalhos que isso pudesse trazer a capela teria de ser feita no sítio que aparecia marcado.
 Assim fizeram e nunca mais o trabalho apareceu estragado e o nome da Santa ficou Nossa Senhora dos Milagres porque diziam que o que aconteceu ao cego tinha sido um milagre".
Fonte Biblio CRUZ, Julio Lendas Lafonenses Vouzela, AVIZ / Clube de Ambiente e Património da Escola Secundária de Vouzela / ADRL, 1998 , p.24

Sem comentários: