segunda-feira, dezembro 18, 2006

"Quando somente pensar é aprofundar a tristeza..."

Uma mulher em Vouzela num determinado dia ,abraçou e beijou os seus filhos ,que eram tudo o que sempre desejou e tinha.
Nutria por eles um amor doido , maior que a dor que a enchia de lágrimas e de desespero ,lhe rasgava o coração e sobretudo a Alma.
Alimentou-os de manhã e saiu para passear ,contou-lhes todas as histórias que se lembrou ,sorrindo de angustia.
Fez uma brincadeira de todos se amarrarem com cordas junto á ponte do Vouga,e saltou para o rio.
O silêncio que se seguiu foi brutal, como se os homens e as mulheres de todos os cantos do mundo tivessem sido trespassados por essa culpa esse vazio esse espanto, esse gesto para além da linha do entendimento e da razão.
No dia em que fazia um ano em que esta mulher se matou com os filhos,o pai e marido resolveu queimar as cordas deste drama e imolou-se , silenciando pelo fogo o que a água gritou...

-Aconteceu em Vouzela e estes factos extraordinários não estão sujeitos a qualquer julgamento ou análise a não ser a ficção da escrita.

-Parte de um poema de Keats que só conheço a versão em castelhano ,perdoem-me os puristas da lingua:
Aquí, donde los hombres se sientan y oyen sus mutuos quejidos;

donde la parálisis agita algunas tristes,ultimas canas,

donde la juventud palidece,adelgaza como un espectro y muere;

donde tan solo pensar es estar lleno de tristeza[...]

John Keats

Beijos do manel vaca

3 comentários:

Zé Bonito disse...

Grande texto, Manel.Histórias simples de gente simples, esmagada pelo peso da História das "pedras".

Trinta e três disse...

Histõria triste, duma terra que tinha tudo para ser alegre. Que este blog contribua para a tornar mais feliz.

Armando disse...

Adorei ler esta história de que me lembro bem,como passamos por elas sem quase parar para reflectir é o nosso maior defeito.
Parabens por a tornar mais suportável.
Armando Figueiredo